Grécia sugere que Alemanha pague empréstimo feito na 2ª Guerra

By | 09/02/2015
Alexis Tsipras (Foto: Agência EFE)

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, afirmou neste domingo (8/02) que reivindicará à Alemanha a devolução do empréstimo forçado que os gregos deram aos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. "É um dever moral não só para nosso povo, mas também para todos os povos da Europa que lutaram contra o nazismo", disse Tsipras ao apresentar seu programa de governo no parlamento.

O ministro de Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, avisou nesta segunda-feira (9) que a possibilidade de o pagamento acontecer é "zero". Ele insistiu que o assunto foi encerrado há 25 anos em termos legais, quando as extintas Alemanha Ocidental e Oriental assinaram um tratado com o aliados em 1990, encerrando formalmente a Segunda Guerra.

O empréstimo obrigatório de 476 milhões de reichsmark (moeda utilizada na Alemanha até 1948) nunca foi devolvido à Grécia. Em 2012, uma comissão do parlamento alemão estimou em cerca de 7 bilhões de euros o valor atual desse empréstimo. Uma comissão do parlamento grego, por sua vez, chegou à conclusão de que seriam 11 bilhões de euros.

A isso se acrescentariam reivindicações pela devastação das infraestruturas da Grécia por parte dos nazistas, custos difíceis de cifrar, mas que, segundo algumas estimativas de analistas, alcançariam os 162 bilhões de euros. A Alemanha rejeitou repetidamente cumprir com esta reivindicação 70 anos depois do fim da guerra.

A proposta de Tsipras acontece em um momento de rejeição do país à austeridade imposta aos países da zona do euro após a crise de 2008. Muitos gregos culpam a Alemanha pela exigência de medidas tão severas, o que fez renascer essa antiga demanda. 

Revista Época Negócios