Graça Foster deve ser desligada da Estatal

By | 10/02/2015

Rio. A ex-presidente da Petrobras, Graça Foster, deve se desligar da Petrobras após sua renúncia ao cargo, formalizada na sexta-feira. A reportagem apurou que, além de Graça, ao menos outros dois dos cinco ex-diretores que deixaram a estatal na semana passada também já formalizaram sua saída: Almir Barbassa e José Carlos Cosenza.

Graça já tomou a decisão de deixar a companhia e gozar a aposentadoria, algo em que vinha aventando nas últimas semanas. Ela era funcionária da Petrobras desde 1981 e já havia se aposentado, mas continuava a trabalhar. A estatal não informou quando ela requereu sua aposentadoria. Nos últimos dias, a executiva e os cinco colegas que se demitiram -José Santoro, José Formigli, José Figueiredo, além de Barbassa e Cosenza – mostravam-se emocionalmente "desgastados" após a divulgação do balanço da estatal.

A divulgação do número de R$ 88,6 bilhões, estimada como baixa que deveria ser feita nos R$ 300 bilhões que a empresa tem em ativos, foi o estopim para a decisão conjunta de saída dos seis funcionários.

Negócios