Garantir hub da TAM é prioridade

By | 21/06/2015

A maior prioridade da Secretaria da Infraestrutura no atual momento é garantir a vinda, para Fortaleza, do hub que a TAM Linhas Aéreas pretende instalar para o Nordeste. A definição desta como meta foi dada pelo governador Camilo Santana e, de acordo com o secretário André Facó, os esforços estão sendo concentrados nesse sentido.

>Investimentos na refinaria não foram perdidos, diz Facó 

>VLT para ligar Caucaia ao Pecém pode demorar

>Expansão do porto ficará para depois

"Primeiro, estão sendo feitas reuniões sistemáticas com a TAM. Há a disponibilidade do governo em ter todas as informações ou fazer todos os investimentos que são necessários, colocados como necessários por parte da TAM pra gente trazer isso pro Estado", informa o secretário. "Esse hub tem a característica de ser um hub turístico. O Ceará e Fortaleza têm uma série de atrativos que, independentemente da infraestrutura aeroportuária, podem pesar na tomada de decisão por parte da Latam (grupo formado pela chilena Lan Airlines e a TAM)".

O centro de conexões nacionais e internacionais está sendo disputado por três cidades nordestinas: Fortaleza, Natal e Recife. O investimento a ser realizado no empreendimento é previsto em R$ 4 bilhões, resultando na geração de 10 mil empregos, entre diretos e indiretos, além de um enorme incremento no setor turístico para o Estado.

Pecém

Além da ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins e sua possível transformação em hub, o governo também estuda a instalação de um outro aeroporto de cargas e passageiros na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O projeto começou a ser estudado na gestão passada, mas os estudos realizados apontaram que não há urgência em sua implantação, possivelmente para início de construção para daqui a dez anos.

"Os estudos terão continuidade para apontar a viabilidade de concessão ou não desse novo aeroporto e quando isso passaria a ser importante ou não", informa o secretário. (SS)

Negócios