Funcionários do Sine/IDT entram em estado de greve

By | 11/02/2015
Os colaboradores do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), que executam o Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Ceará, decidiram entrar em estado de greve por unanimidade, em assembléia geral realizada tarde da última terça-feira (10) 
 
A decisão foi pautada pelo corte de 25% nas despesas de custeio imposto pelo Governo do Estado no início do ano a todas as secretarias, exceto as de Saúde, Educação e Segurança, que deverão poupar 20%. 
 
Segundo lideranças da Federação dos Trabalhadores Empregados e Empregadas no Comércio e Serviços do Estado do Ceará (Fetrace), presentes na assembléia, e membros da Organização por Local de Trabalho do IDT, o corte de gastos promovido pelo Executivo estadual pode acarretar o fechamento de unidades e balcões de atendimento ao trabalhador, além da demissão de funcionários. 
 
Segundo a representação dos funcionários do instituto, se implementado, o corte orçamentário trará prejuízos à sociedade e ao desempenho das ações do Sistema Público de Emprego e Renda do Ministério do Trabalho e Emprego, que abrange quase todo o Ceará. 
 
Em nota enviada por meio de sua assessoria de imprensa, a diretoria executiva do IDT informou "que ainda não foi notificada pela representação dos trabalhadores sobre a decisão de estado de greve dos colaboradores do órgão e que está aberta à negociação".

Negócios