EUA anunciam ida de militares ao Iraque

By | 11/06/2015

Washington. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou, ontem, o envio de mais 450 militares ao Iraque, para dar assistência às forças locais e tentar retomar território perdido para o Estado Islâmico.

De acordo com o plano divulgado pela Casa Branca, os EUA vão abrir um quinto centro de treinamento em território iraquiano, com o objetivo de integrar as forças de segurança do país e combatentes sunitas.

A meta imediata é a retomada da cidade de Ramadi, que está sob o domínio da milícia radical islâmica – que também controla parte do território da Síria – desde o mês passado.

Obama tomou a decisão a pedido do premiê do Iraque, Haider al-Abadi, e após consultar o Pentágono, informou o porta-voz do presidente, Josh Earnest.

A Casa Branca afirma que a ideia não é mudar a estratégia de combate, mas envolver mais as tribos sunitas iraquianas na luta. O governo do Iraque é hoje controlado por muçulmanos xiitas, e há dúvidas sobre seu empenho em recrutar combatentes sunitas para expulsar o EI, também sunita, de cidades como Ramadi e Fallujah – a última, dominada há mais de um ano.

Internacional