Estados Unidos garantem apoio à Nigéria na luta contra grupo extremista

By | 25/01/2015

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse neste domingo (25) em Lagos, Nigéria, que os Estados Unidos estão dispostos “a ir mais além” para ajudar o país a derrotar os extremistas do Boko Haram. “Vamos manter o apoio aos militares [da Nigéria] neste combate. O Boko Haram continua matando numerosos civis inocentes”, disse Kerry, condenando os ataques extremistas islâmicos no país.

Kerry, que se reuniu com o chefe de Estado da Nigéria e o líder da oposição, informou que os Estados Unidos estão “profundamente empenhados” e “preparados a fazer mais” no combate contra o Boko Haram.

Para Kerry, a realização de eleições pacíficas é “absolutamente crucial” para a Nigéria. Ele considerou “imperativo” o cumprimento do calendário eleitoral. A votação para a escolha do chefe de Estado está marcada para 14 de fevereiro. O atual presidente Goodluck Jonathan tentará um segundo mandato.

“É absolutamente crucial que a eleição ocorra de forma pacífica. A comunidade internacional acompanha de perto o processo eleitoral”, salientou Kerry. É “imperativo que as eleições se realizem na data prevista”, acrescentou.

O grupo radical islâmico tomou hoje a cidade de Monguno, Nordeste do país, onde está instalada uma base militar, após ter lançado uma ofensiva contra as forças governamentais. 

Uma fonte dos serviços de segurança da Nigéria confirmou que os extremistas controlam a cidade, situada a 125 quilómetros de Maiduguri, a capital do Estado de Borno.

A ofensiva do Boko Haram começou há menos de 24 horas na região e ocorre no mesmo dia da visita do secretário de Estado norte-americano a Lagos.

Ultima Hora