Dona da TIM, Telecom Italia investirá mais de R$14 bi no Brasil

By | 20/02/2015

A empresa de telecomunicações Telecom Italia, dona da TIM Participações, divulgou nesta sexta-feira (20) plano estratégico para 2015-2017 prevendo investimentos de mais de 14 bilhões de reais (ou mais de 4 bilhões de euros) no Brasil no período.

O plano de investimento total da companhia totalizará cerca de 14,5 bilhões de euros nos três anos, sendo aproximadamente 10 bilhões de euros na Itália.

Para o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) no Brasil, especificamente, a Telecom Italia vê crescimento contínuo de 2015 a 2017.

Queda na receita

A Telecom Italia divulgou ainda que teve queda na receita e no lucro durante o ano de 2014, afetada pela desaceleração econômica, pela competição e pela pressão regulatória em seu mercado doméstico, mas disse que suas vendas domésticas estão se recuperando graças a investimentos em redes.

A quinta maior operadora de telecomunicações europeia em receita disse que sua estratégia de investir para construir redes de banda larga mais rápidas e atender a demanda por serviços em pacotes está valendo a pena.

Até o fim do ano passado, ela havia disponibilizado o serviço 4G para 80% da população italiana e alcançado 131 cidades com cabos de fibra ótica.

A receita do grupo italiano caiu 7,8%, para 21,6 bilhões de euros (24,5 bilhões de dólares) em 2014, também afetada pela desaceleração econômica no Brasil, seu segundo maior mercado.

Não obstante, a companhia disse que a situação na Itália, seu maior mercado, melhorou durante o ano graças a aprimoramentos em seus negócios de telefonia fixa e móvel. O ritmo de queda das vendas domésticas caiu pela metade para 4,4 por cento no quarto trimestre ante o primeiro trimestre.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da companhia recuou 7,9%, para 8,8 bilhões de euros. Tanto a receita quanto o lucro ficaram amplamente em linha com o consenso das previsões de analistas compiladas pela companhia.

Negócios