Dólar fecha no maior patamar desde setembro

By | 20/01/2016

O dólar subiu mais de 1% em relação ao real nesta quarta-feira e fechou no maior patamar desde setembro, reagindo ao profundo mau humor nos mercados externos conforme os preços do petróleo desabavam e à apreensão com as perspectivas brasileiras.

O dólar avançou 1,24%, a 4,105 reais na venda, maior nível de fechamento desde 28 de setembro, quando fechou a 4,109.

O petróleo nos Estados Unidos desabou abaixo de US$ 27 por barril nesta quarta-feira pela primeira vez desde 2003, refletindo a sobreoferta nos mercados globais e expectativas de demanda fraca diante da fraqueza no crescimento econômico global.

No Brasil, a pressão foi corroborada por incertezas sobre a estratégia do governo para enfrentar a crise econômica. Além de preocupações com a possibilidade de que o governo possa recorrer ao afrouxamento fiscal para estimular a atividade, alguns operadores temem que o Banco Central evite aumentar os juros diante da recessão econômica.

Negócios