Dilma reúne-se com Barbosa antes do ministro embarcar para Davos

By | 17/01/2016

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, se reunirá nesta segunda-feira (18), às 10 horas, com a presidente Dilma Rousseff para afinar o discurso da delegação brasileira no Fórum Econômico Mundial de Davos. À tarde, Barbosa seguirá para Suíça, onde cumprirá agenda a partir do dia seguinte.

Barbosa aproveitará o evento para se apresentar à comunidade econômica mundial. Ele terá reuniões com executivos de multinacionais, ministros e representantes do mercado financeiro no Fórum Econômico Mundial. Sua missão será conquistar a confiança dos investidores internacionais.

Ele é o terceiro ministro da Fazenda brasileiro a participar do encontro em três anos – no ano passado, foi o então ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e, em 2014, Guido Mantega. A expectativa do governo é avançar principalmente nas discussões sobre infraestrutura, um dos temas chave dos encontros.

Na última sexta-feira, Dilma comandou no Palácio da Alvorada uma reunião com a equipe econômica. Na ocasião estavam os ministros Valdir Simão (Planejamento), Armando Monteiro (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), Kátia Abreu (Agricultura) e Mauro Vieira (Relações Exteriores), além do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Fernandes Dias. A pauta do encontro foi o comércio exterior brasileiro em 2016.

Na agenda de Barbosa estão ainda reuniões bilaterais com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jacob Lew, a diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, e o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno.

Na terça-feira (19), em Zurique, Barbosa encontra o representante permanente do Brasil junto à Organização Mundial do Comércio (OMC), embaixador Marcos Bezerra Abott Galvão.

Na quarta-feira (20), a agenda em Davos começa com um almoço organizado pelo Banco Itaú com 50 a 60 CEOs de grandes empresas, além do presidente do Banco Central argentino, Frederico Sturzenegger. Ainda neste dia, Barbosa terá reunião com o presidente do banco Lloyds, John Nelson, com o ministro de Finanças da Argentina, Alfonso Prat-Gray, e com o vice-presidente do Citibank, Jay Collins.

A agenda do dia seguinte é destinada principalmente a encontros com empresários, como o presidente do Walmart Internacional, David Cheesewright, o diretor financeiro da ArcelorMittal, Aditya Mittal, e o chefe de divisão da Novartis, Richard Francis.

Haverá ainda o painel Business Interaction Group on Brazil, feito geralmente com ministros que estão assumindo o cargo e CEOs. Esse é o principal momento de interação do ministro com um grupo maior de executivos, que poderão fazer perguntas sobre diversos temas. Já são mais de 90 inscritos, mas somente 40 deverão participar.

Em seguida, ocorrerá um painel aberto – How to reboot the global economy – no qual participam ainda o economista Joseph Stinglitz e representantes do governo da Turquia, Canadá e Irlanda. A sessão será transmitida pela internet.

Na sexta-feira (22), o ministro abre o dia com um painel com investidores em infraestrutura e participa também de um painel sobre a América Latina. Barbosa terá ainda reunião com o ministro da Fazenda do Chile, Rodrigo Valdés e concederá coletiva para a imprensa, retornando ao Brasil no dia seguinte.

Ultima Hora