CSN vai parar alto-forno em Volta Rendonda por 90 dias, diz fonte

By | 18/01/2016
CSN Companhia Siderúrgica Nacional (Foto: Divulgação)

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) decidiu paralisar para manutenção o alto-forno 2 da usina de Volta Redonda (RJ) por 90 dias a partir do próximo dia 24, informou uma fonte com conhecimento do assunto nesta segunda-feira.

"A partir do dia 24 que eles começam a fazer o procedimento de reduzir carga do alto-forno (…) Eles vão fazer manutenção por 90 dias", afirmou a fonte à Reuters, sob condição de anonimato.

Procurada, a CSN não comentou o assunto.

A empresa tem dois alto-fornos em operação na usina de Volta Redonda, sendo que o de número 2 pode produzir cerca de 1,8 milhão de toneladas por ano, ou 30% da capacidade de produção de toda a unidade.

A companhia tinha informado no fim de dezembro que avaliava medidas para reduzir a produção de aço em 2016, diante do mercado interno em retração e medidas de proteção comercial nos Estados Unidos. A empresa demitiu neste mês 700 funcionários ligados à operação do alto-forno 2, segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense.

Perguntada como a CSN vai suprir clientes com a parada do forno, a fonte informou que a companhia tem "tem bastante bobina (de aço) estocada dentro da usina", mas não soube informar de imediato detalhes sobre volumes.

Às 13h41, as ações da CSN exibiam alta de 3,15%, a R$ 3,27, enquanto o Ibovespa tinha queda de 0,76%.

Mais cedo, o Intituto Aço Brasil (IABr) divulgou queda 26% nas vendas de aço no país em dezembro sobre o mesmo período do ano anterior, a 1,123 milhão de toneladas. A produção teve queda de 6%, a 2,462 milhões de toneladas, menor nível mensal desde dezembro de 2010.

Revista Época Negócios