Caminhoneiros interditam acesso ao Porto de Santos na Via Anchieta

By | 25/02/2015
Porto de Santos (Foto: Divulgação)

Uma manifestação de caminhoneiros está bloqueando o acesso ao Porto de Santos no km 64 da Via Anchieta, sentido litoral. De acordo com a concessionária que administra a rodovia, Ecovias, o protesto, iniciado por volta das 14h, já causa congestionamento até o km 62.

Caminhoneiros autônomos fecharam a entrada do viaduto da Alemoa. O protesto é mais uma manifestação de apoio ao movimento que avança pelas estradas do país.

Os caminhoneiros protestam contra o preço do diesel e a cobrança de pedágio por eixo suspenso dos caminhões, medida que começou a vigorar em 2013 e que influiu diretamente sobre o valor do frete que, segundo os caminhoneiros, diminuiu os ganhos da categoria.

A Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) informou que, por enquanto, não foram observados problemas no embarque de soja, uma vez que os terminais de grãos instalados ao longo do cais, encontram-se abarrotados e seguem o agendamento feito por ordem de chegada dos graneleiros.

Entretanto, se as manifestações de protesto nas estradas prosseguirem por mais tempo, sobretudo na região Centro-Oeste, de onde procede a soja, o impacto poderá ser sentido, já que a safra de grãos está apenas começando.

O fluxo de embarques era considerado normal nesta terça, com a previsão de um carregamento de 1,17 toneladas de soja a granel, que deveria ser distribuída entre os navios atracados no Porto de Santos.

As manifestações de caminhoneiros tornaram-se mais intensas na manhã desta terça-feira (24/02), segundo balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Motoristas enfrentam dificuldades para atravessar 69 pontos de 24 rodovias federais em seis estados. Ontem (23) à noite, eram 64 trechos bloqueados em 23 estradas federais.

Os dois sentidos da pista estão bloqueados em 66 trechos interditados por caminhoneiros que protestam contra o aumento no preço dos combustíveis e os baixos valores dos fretes desde a semana passada.

 

Revista Época Negócios