Brasil perde para o Paraguai nos pênaltis e é eliminado da Copa América como em 2011

By | 28/06/2015

O filme se repetiu. Brasil x Paraguai nas quartas de final da Copa América, empate no tempo normal e eliminação da "Canarinho" nos pênaltis, como aconteceu em 2011, na Argentina. A seleção de Dunga até esteve a frente do placar, mas permitiu que o adversário crescesse, empatasse e fosse com mais gana para a classificação, em partida realizada neste sábado (27), no estádio Ester Roa, em Concepción, no Chile.

Com a vitória por 4 a 3 na marca da cal, o Paraguai se classificou para a semifinal da competição, para enfrentar a Argentina, que também superou a Colômbia nos pênaltis. O anfitrião Chile e o "azarão" Peru decidem o outro finalista.

Brasil abre o placar e segura o resultado no primeiro tempo

O jogo começou com Phillippe Coutinho arriscando de longe e obrigando Justo Villar a espalmar a bola, com um minuto. Mas logo a seleção paraguaia tomou conta do jogo, marcando pressão, roubando a bola e assustando em chegadas aos 8 e aos 9 minutos, com Édgar Benítez e Haedo Valdez procurando o centroavante Roque Santa Cruz.

Mas foi o Brasil quem encontrou espaço na defesa adversária. Após troca de passes no meio-campo, Daniel Alves passou sozinho pela direita e cruzou rasteiro para Robinho, que havia participado do início da jogada e entrou livre na área, para finalizar para o gol e abrir o placar, aos 14.

O gol tranquilizou a Seleção, que apenas esperou o Paraguai na defesa para sair em contra-ataque, mas não engatou nenhuma jogada. O adversário também não foi incisivo e, apesar da posse de bola, não assustou no restante do primeiro tempo.

Paraguai cresce e chega ao empate com pênalti

O segundo tempo começou como terminou o primeiro: o Brasil esperando o Paraguai no campo de defesa e desperdiçando as oportunidades de contra-ataque.

Se não conseguia por baixo, a seleção paraguaia quase chega ao empate com Haedo e Paulo da Silva, de cabeça, após cobranças de escanteio. De tanto insistir em bolas na área, a equipe de Ramón Díaz foi premiada aos 23 minutos.

Após cruzamento da direita, Thiago Silva colocou a mão na bola, e o árbitro marcou o pênalti. O jovem Derlis González foi para a cobrança e não despontou, vencendo Jéfferson, que acertou o lado, e empatando a partida.

Thiago Silva voltou a ser carrasco da Seleção Brasileira com mão na bola. FOTO: Reuters

Com o placar empatado, as duas seleções não se expuseram muito, temendo levar o segundo gol e serem eliminadas, e tiveram poucas chances no restante da partida, levando a decisão para os pênaltis.

Fernandinho e Miranda fizeram os gols para a Seleção Brasileira, enquanto Éverton Ribeiro e Douglas Costa mandaram longe do gol. Todos os cobradores paraguaios anotaram suas cobranças – sem chances para Jéfferson -, inclusive Derlis González, o último da série, que sacramentou o triunfo paraguaio.

Jéfferson não teve nenhuma chance nas cobranças paraguaias. FOTO: Reuters

Confira todos os lances de Brasil x Paraguai:

Ultima Hora