Bovespa sobe 2% no dia, mas tem pior 3º trimestre desde 2013

By | 30/09/2015

A Bovespa fechou em alta nesta quarta-feira (30), beneficiada pelo viés ascendente de praças acionárias no exterior e forte alta das ações da Petrobras após anúncio de reajuste nos preços de combustíveis pela companhia.

Foi um final positivo para um mês e um terceiro trimestre desafiadores, marcados por elevada volatilidade, reflexo de incertezas políticas e econômicas no Brasil, expectativas de alta do juro nos Estados Unidos e apreensão com desaquecimento na China.

O Ibovespa subiu nesta sessão 2,1%, a 45.059 pontos. O giro financeiro totalizou R$ 7,9 bilhões. No mês, o índice de referência do mercado acionário brasileiro recuou 3,36%, acumulando no período de julho a setembro perda de 15,11%, o maior declínio trimestral desde o segundo trimestre de 2013.

"Na parte internacional, os temores de desaceleração da China e da saída de recursos prejudicaram os mercados acionários emergentes. Na parte doméstica, o fraco desempenho econômico e fiscal acelerou a perda do grau de investimento e trouxe volatilidade para câmbio, juros e bolsa", disse o estrategista-chefe de renda variável do Santander Brasil, Daniel Gewehr.

Com a queda recente, o Ibovespa voltou a ser negociado ao redor do seu múltiplo preço versus lucro na média histórica. Para Gewehr, para a bolsa brasileira se tornar atrativa ainda é preciso uma maior visibilidade quanto à recuperação da economia e o comprometimento com a situação fiscal. "Mantemos nossa recomendação ‘underweight’ para as ações brasileiras de um modo geral no portfólio para América Latina", afirmou.

Nesta quarta-feira (30), além de Petrobras, destacou-se no noticiário local a pesquisa CNI/Ibope que mostrou oscilação da avaliação negativa do governo da presidente Dilma Rousseff de 68% para 69% e dados fiscais um pouco melhores do que o previsto.

Investidores ainda seguiram na expectativa do anúncio oficial de mudanças na equipe ministerial, previsto para a quinta-feira, e da análise de vetos presidenciais no Congresso Nacional. Em Wall Street, o S&P 500 fechou em alta de 1,91%, reflexo da busca por barganhas e com dados sobre a criação de empregos no setor privado dos Estados Unidos melhores do que o esperado. No terceiro trimestre, porém, o índice caiu 6,9%.

Ultima Hora